Arquivo de Fevereiro, 2008

16
Fev
08

Freeware e OpenSource para Windows!

A pergunta que muitas vezes se coloca é: Como ter todo o tipo de software essencial num PC sem gastar um único tostão? Ora, esta pergunta não é de resposta fácil, ou melhor dizendo, não seria num passado longínquo, contudo isso mudou e, nos nossos dias, existe variado software a que chamam freeware e opensource de qualidade semelhante às opções comerciais.

A primeira distinção que importará fazer prende-se com as palavrinhas que em cima referi. Qual será a grande diferença entre freeware e opensource? De facto, o que para muito é a mesma coisa, é substancialmente diferente, ainda que partilhem parte da sua filosofia. Freeware é uma palavra que surgiu, penso, para se distinguir de shareware, significando, na minha opinião e ainda que esta palavra se tenha prostituído ao longo dos anos, aquele software do qual podemos fazer download, utilização e cópia sem restrições de qualquer tipo. Então, dirão alguns, a única coisa que distingue o freeware do opensource será a possibilidade de, em sede de opensource, aceder e alterar o código fonte do software em causa, ainda que na sonda da licença GLP que, em termos muito gerais, vem impedir que alguém faça pequenas alterações num código fonte e depois, com base nelas, venha a comercializar tal produto. Acontece que, na minha modesta opinião, esta pequena diferença entre o freeware e o opensource faz toda a diferença, ainda que só em termos de espírito. Uma coisa será fornecer um software que podemos utilizar e copiar livremente, outra coisa será oferecer todo um trabalho, no seu “estado fonte”, permitindo a todos o seu acesso, modificação, melhoramento, etc. O opensource é, necessariamente, um conceito muito mais aberto que freeware baseado numa “filosofia perfeita da partilha”.

Podemos ainda reflectir um pouco acerca do “Porquê do freeware e do opensource?”. Por três motivos: o motivo “La Palice” do preço, que é zero, e também o facto de se evitar ilegalidades (leia-se utilização de cracks, senhas roubadas, etc.); geralmente, e digo geralmente porque não tem que ser sempre assim, o software freeware e opensource é mais leve, necessitando de menos recursos alocados para o seu funcionamento; a possibilidade de adaptar o software, no caso do opensource, às nossa necessidade, isto se tivermos os necessários conhecimentos técnicos.

Dito isto, vamos começar por responder, ponto por ponto, à questão que em cima foi colocada. Se bem se lembram, num dos meus últimos posts reflectia sobre a possibilidade de, com menos de € 350, ser hoje possível “montar” um pc de acordo com as nossas necessidades e artilhado com tudo aquilo que é essencial para correr qualquer tipo de aplicação. Ficou provado que é possível. Agora pretendo provar que não é necessário gastar um único tostão em software comercial, ou software fechado/proprietário se preferirem, para conseguir todo o tipo de aplicações essenciais para um pc. Se bem repararem no rótulo deste post, falo em software para Windows, e podem desde logo colocar a questão: Mas porquê para Windows? Talvez porque se, à partida, optamos por uma distribuição opensource baseada em Linux (por exemplo), nada disto faça sentido, até porque as distribuições Linux trazem todo o tipo de software instalado primitivamente, sem haver necessidade de procurar por muito mais. Então o grande problema poderá ser o Windows e nem tanto outras opções. A questão “Mac” não vai ser aqui abordada, não tenho um Mac, nunca tive, nem tenho qualquer experiência e, portanto, não vale a pena estar a falar do que não sei e, desde já, lanço o desafio a todos os leitores que tenham um blog e utilizem Mac nativamente, com Leopard por exemplo, a fim de fazerem um post semelhante.

Então, dito isto, mãos à obra.

Antivirus:
ClamWin

Avira AntiVir®

Firewall:

Comodo Firewall Free

ZoneAlarm Firewall Free

Ashampoo Firewall Free

Outpost Firewall Free

AntiSpyware:
Spybot – Search & Destroy

Ad-Aware 2007

Tratamento e criação de imagem 2d e 3d:
Gimp

Paint-NET

Blender

3d Now

Picasa

Audio Player:
Foobar2000

wxMusik

Video Player:
Gom Player

VLC Player

Audio Rip, Tratamento, Mistura e Conversão:
EAC

Audacity

dBpoweramp Music Converter

KraMixer

GermaniXSoft

Video Rip, Tratamento, Mistura e Conversão:
Zwei-Stein Video Editor

DvdShrink

autoGK

Software de Gravação de CD/DVD
CDBurnerXP

BurnAware Free Edition

Software Produtividade:
IBM Lotus Symphony

OpenOffice

PDF Reader e editor:
Foxit Reader

Primo PDF

PDF995

Web Browser:
Firefox

Safari 3

Kmeleon

Gestores de contas eMail:
Tunderbird

IM (instant messenger):
Pidgim

Trillian basic

Miranda IM

FTP clients:
FileZilla

Smart FTP

Desfragmentador de Disco:
Auslogic Disk Defrag

 

Creio que seja todo o tipo de software considerado essencial. Claro que poderia ainda colocar muitas mais opções, talvez até algum software de programação, etc., mas creio que não seja necessário entrar em pormenores mais técnicos. Além disso estes programas que referi são as minhas escolhas, ainda que muitos mais existam, são opções pessoais que, penso, chegam para todos os gostos.

Sei que para muitos isto não é novidade nenhuma, mas também sei que para muitos outros, especialmente aqueles que acedem a esta informação através do google, tudo isto é novidade. A ser assim, espero que vos seja útil.

Abraços

Anúncios
09
Fev
08

Cairo – Windows Shell

Parece que o tema “Aero” do Windows Vista, que alguns dizem ser muito bonito e outros muito pesado, tem uma “adversário” de peso – o Cairo. Cairo é uma alternativa ao habitual shell do windows, tanto XP como Vista.

 

“Cairo is a revolutionary desktop environment for Windows. Our goal is to develop a desktop experience that increases productivity and advances current technology standards. With a focus on stability, performance, and productivity, Cairo is sure to turn a few heads.”

Visitando a Homepage do projecto, podemos perceber que a shell que nos é proposta é bastante aliciante, modificando profundamente aquilo que estamos habituados a ver no windows. Aliás, pessoalmente, creio que é chegado o tempo de levar mais longe o velho conceito que nos foi proposto pela Microsoft.

Cairo

“Cairo was originally created by Michael Ciarlo as a simple Samurize project containing a floating taskbar and hovering ’start’ menu. After a few weeks of work Michael abandoned the project; it had no future as a Samurize shell replacement and was limited by the program’s abilities.

A few weeks after development ended on the Samurize shell, Joseph LaFountain contacted Michael and offered to help develop the project in a different format: Desktop X. Accepting the offer, the two began working on concepts for the new Cairo shell. Once the project shifted away from the original floating taskbar and start menu concepts, both developers knew that Desktop X would not be an appropriate development platform. Days later, concept work began for a shell written in C#. Cairo was on its way to revolutionizing the Windows desktop.

Today, Cairo is being developed by a wonderful team of designers and programmers who all share a common goal: to redefine the desktop experience. Guided by fundamental design principles and attention to every detail, the following individuals distinguish Cairo as a leading shell replacement with their determination, wisdom, and selflessness.”

Como podem perceber, Cairo bebe muita da sua inspiração tanto no Aero do Vista, como no tema do Leopard, mas igualmente naquilo que encontramos em Gnome e KDE. Ainda não tive oportunidade de ver mais de perto esta nova shell, até porque não tenho nenhuma máquina com o Windows, mas tudo leva a crer que vai ter o seu peso no sistema.

O único vídeo que, até ao momento, consegui encontrar foi este:

Como podem verificar apenas mostra um pequeno bootloader, nada de especial.

O site permite, a todos os interessados, registarem-se para testar a Cairo, sendo que está prevista uma milestone build para dia 13 de Fevereiro. Aproveitem se tiverem curiosidade.

Abraços.




Ubuntu 10.04

Ubuntu: For Desktops, Servers, Netbooks and in the cloud
Fevereiro 2008
S T Q Q S S D
« Jan   Maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  

Petição contra o Novo Acordo Ortográfico

manifestodefesalinguapoug5

Plágio!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Visitas

  • 430,704 visitantes