02
Jan
08

Réveillon… “diz que é uma espécie de…”

A passagem de 2007 para 2008 foi uma das mais agradáveis que alguma vez tive, em família – como sempre – claro está, acompanhando o “diz que é uma espécie de réveillon”… Ao acompanhar esse programa concluí o quão agradável seria estar a comemorar a passagem de 84 para 85. Porque não? Logo eu que nasci em 85.

A TVI concluía o “casamento de sonho” e não conseguía deixar de pensar no “agredindo e insultando por um divórcio de sonho”, esse é, basicamente, o sentimento que surge – como uma flor – em mim de cada vez que vejo a Júlia Pinheiro na TV, mas quando vejo a Júlia a servir de anfitriã casamenteira, eu diria: a TVI não tem vergonha. Ok, isto é uma verdade de “La Palice”. Se isto eu ainda não tinha concluído, parece que tardiamente o consegui assumir, ainda que de forma mais completa.

A SIC concluía igualmente a “família superstar”, é um programa, diga-se de boa justiça, que me surpreendeu pela positiva no início, tanto pela qualidade da apresentadora – não se perdeu no tempo, nem com o Carrilho – mas igualmente com a qualidade de alguns cantores “de bancada”, aqueles que aproveitavam os karaokes para mostrarem os seus valores. Eu pensava que íamos ouvir pessoas desafinadas a toda a hora, mas nem sempre foi assim. Contudo, nos últimos tempos comecei a notar que o “elo mais fraco” (que termo, este, quando falamos da SIC…) era mesmo o júri, aquele quarteto maravilha – 2 anjos ressabiados que compõem para telenovelas, 1 compositor e cantor em ruína, uma troll que ainda acredita que o jornalista sabe realmente de tudo, até de música. Depois, quando se chega ao ponto de os membros do júri adiantarem, desde logo, aquela que consideravam a melhor voz do programa, disponibilizando-se para gravar o seu disco – não vá outros se disponibilizarem primeiro – é o degredo completo. Eu diria que há quem comece a ficar desesperado e veja no programa uma forma de, eles próprios, serem as “superstar”, ainda que não em família (pronto, os anjos até podiam ser…).

A RTP2 passava um filme neste Réveillon, a RTP2 é o melhor canal da televisão portuguesa (aberto), é pena que seja relegado para segundo plano em função das massas. Isto sempre foi assim, não vou aproveitar o momento para criticar os portugueses, antes aproveito para corroborar: A RTP2 é o melhor canal da televisão portuguesa.

Ontem – creio que ontem – o sr. José Eduardo Moniz foi para o jornal da TVI (desculpem, não sei o nome do telejornal da TVI) dizer que a TVI teve mais share de audiências na passagem de ano e que o “cantando e dançando por um casamento de sonho” teve mais audiências, portanto, foi uma aposta ganha. Eu diria que o José anda um pouco “louco”, deve ser dos serões com a Manuela, não encontro outra explicação. José, lê isto e convence-te de uma vez por todas: Esse programa da treta é uma PORCARIA, é a ESCÓRIA da televisão portuguesa e tem uma buzina de autocarro como apresentadora. OK? Estamos entendidos? – Qualquer dia sou processado por dizer as verdades…

Portanto: 1. – A TVI não teve mais audiências do que a RTP1 e a SIC, claro que teve mais do que a RTP2; 2. – Se vens para a televisão dizer essas coisas começo a pensar que, afinal, não és tão inteligente quanto te achava; 3. – Preferia que tivesses optado por uma passagem de ano com as televendas.

O gato, que dizer do gato? Enfim, foram geniais quando tinham necessariamente de o ser. Foram arrojados, adorei as entrevistas nos estúdios da TVI e da SIC, adorei a ideia da passagem de ano 84/85, adorei as bandas, etc. Deixaram o programa morrer durante uns minutos com aquela cena da fruta cristalizada, a cena do helicóptero a cair – enfim, começa a faltar inspiração, daí que a pausa vá ser muito gratificante para eles e para a sua imagem.

Escusado será dizer que o meu serão foi partilhado com o gato fedorento, como seria óbvio. Surpreenderam-me em não se terem socorrido dos seus sketches mais brilhantes, o scolari com o “eu é que sou burro?”, o “o que tu queres sei eu”, o “falam, falam mas não dizem nada”, a cena da fadista Marisa, entre muitas outras… Seria certamente aquilo que muitos estaria à espera, mas os gatos são bem mais originais do que isso, ainda bem que não recorreram à gargalhada fácil. São pessoas como estas que trazem algo de bom à televisão portuguesa, à sua maneira, discutível ou não. Quem se lembraria de considerar esta passagem de ano como “uma merda”? Eu diria que Portugal inteiro se arrepiou ao som daquela música…, especialmente aqueles que fazia zapping com a tvi.

Enfim, era isto que eu tinha para vos dizer. Contudo, como não quero ressentimentos, José, eu faço-te o favor e admito que o teu programa tenha sido líder de audiências, em Portugal não me admirava nada, portanto cá vai um presente para ti:

https://i1.wp.com/img168.imageshack.us/img168/7789/jliadw4.jpg

Uma noiva só para ti, essa apresentadora que tanto adoras, só espero que a Manuela não fique ciumenta…

Abraços.

Anúncios

1 Response to “Réveillon… “diz que é uma espécie de…””


  1. 3 de Janeiro de 2008 às 00:18

    pena é que o gato tenha sido apanhado com alcool no sangue com direito a crime. uma pouca vergonha odne já se viu pessoas com importancia beberem desmedidamente. eu bem me parecia que eles andaram a beber muito durante o programa…… é assim que o país vai.. figuras públicas a darem o exemplo.. enfim,


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Ubuntu 10.04

Ubuntu: For Desktops, Servers, Netbooks and in the cloud
Janeiro 2008
S T Q Q S S D
« Dez   Fev »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Petição contra o Novo Acordo Ortográfico

manifestodefesalinguapoug5

Plágio!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Visitas

  • 427,004 visitantes

%d bloggers like this: