08
Jun
07

Ubuntu 7.10 tribe1

Parece que já anda por aí uma primeira versão de testes da nova versão do Ubuntu 7.10 intitulada de “Gutsy Gibbon”.

Esta versão trás como principais novidades:

  • Kernel 2.6.22-6.13
  • Maior autonomia de bateria para portáteis
  • Melhor performance das redes wireless
  • Melhor gestão de memórias flash
  • Melhor suporte para virtualização
  • Adicionados novos drivers
  • Pesquisa de codecs melhorada
  • Configuração gráfica do X.org

Download aqui (tráfego internacional) ou aqui (tráfego nacional – thks to RS)

A licença, já sabem, é GPL.

Anúncios

5 Responses to “Ubuntu 7.10 tribe1”


  1. 8 de Junho de 2007 às 21:48

    Essas mudanças na gestão de energia são fruto do novo kernel? Se assim for, finalmente! Encontrei grandes diferenças na duração da bateria quando mudei o meu portátil de Windows XP para o Ubuntu…perdi quase 1 hora de autonomia.

  2. 8 de Junho de 2007 às 22:33

    Marco Campos

    Obrigado pelo seu comentário. A gestão de energia, em praticamente todas as distribuições Linux é miserável. Nos dias que correm, muito influenciado pelo desenvolvimento do processador AMD Turion64, todos os processadores móveis (ou praticamente todos) estão equipados com tecnologia capaz de alterar o esquema de alimentação (em volts) mediante o tipo de trabalho que está a ser efectuado. E sim, a única forma de controlar isso seria pela inclusão directa no kernel (creio que não estou a dizer nenhuma asneira).

    Posso no entanto dizer que o processador não é o único componente importante para os gastos de energia. Aliás, os ecrãs, eles sim, são os grandes consumidores de energia. Experimente baixar o brilho para cerca de 20% (ou seja, baixar 80% do brilho) e repare na diferença de tempo de vida da bateria.

    Quanto ao resto, bem, o site da AMD fornece ferramentas linux para os seus processadores, quanto à intel não sei.

    Mas o que diz tem sentido, a preocupação de incluir isso no kernel seria o ideal…, contudo, continuaria o ubuntu, assim como as outras distribuições, a depender da equipa de desenvolvimento do kernel.

    Abraços…

  3. 9 de Junho de 2007 às 13:49

    Experimentem a ferramenta PowerTOP da Intel, ajuda bastante para perceber o que gasta mais energia nos computadores portáteis, oferece solução para esses mesmos problemas e ajuda a optimizar a tempo de vida útil da bateria.

  4. 9 de Junho de 2007 às 14:46

    Estive a estudar um pouco a questão da gestão de energia de processadores AMD no Ubuntu e consegui perceber que, no kernel, vem de origem com os ficheiros já compilados e que a AMD fornece no seu site para Linux, o que significa que não é necessário fazer nada.

    Quanto a intel, como não tenho processadores intel, não posso dizer.

    Abraços.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Ubuntu 10.04

Ubuntu: For Desktops, Servers, Netbooks and in the cloud
Junho 2007
S T Q Q S S D
    Jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Petição contra o Novo Acordo Ortográfico

manifestodefesalinguapoug5

Plágio!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Visitas

  • 428,354 visitantes

%d bloggers like this: